Início Samarco zera emissões atmosféricas no processo de troca de carros de grelha na mineração das pelotas de ferro visando mais sustentabilidade dentro das suas atividades no setor




Samarco zera emissões atmosféricas no processo de troca de carros de grelha na mineração das pelotas de ferro visando mais sustentabilidade dentro das suas atividades no setor

março 30, 2022 às 4:53 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
As operações da Samarco no setor da mineração com as pelotas de ferro estão cada vez mais atreladas à sustentabilidade e a empresa zerou todas as emissões atmosféricas dentro da troca de carros de grelha para garantir um processo mais limpo
As operações da Samarco no setor da mineração com as pelotas de ferro estão cada vez mais atreladas à sustentabilidade e a empresa zerou todas as emissões atmosféricas dentro da troca de carros de grelha para garantir um processo mais limpo. Fonte: Reprodução

As operações da Samarco no setor da mineração com as pelotas de ferro estão cada vez mais atreladas à sustentabilidade e a empresa zerou todas as emissões atmosféricas dentro da troca de carros de grelha para garantir um processo mais limpo

Na última segunda-feira, (28/03), a companhia Samarco comentou sobre suas novas ações para garantir mais sustentabilidade dentro das suas operações da mineração envolvendo as pelotas de ferro. A empresa agora conseguiu zerar todas as emissões atmosféricas nos processos de troca de carros de grelha para o transporte desses minérios.

Confira:

Vídeo: Conheça um pouco mais da companhia e como ela conseguiu se reerguer no mercado

A volta da Samarco no setor da mineração. Fonte: YouTube

A troca de carros de grelha para o transporte de pelotas de ferro agora não realiza mais emissões atmosféricas, após nova iniciativa da Samarco 

A sustentabilidade dentro das operações do setor da mineração é um debate cada vez mais presente no mercado brasileiro, uma vez que esse segmento traz uma série de impactos ambientais e, muitas vezes, não conta com iniciativas voltadas para garantir uma produção limpa. No entanto, muitas empresas vêm buscando atrelar essa iniciativa às suas operações e a Samarco é um dos grandes destaques dentro do segmento da mineração no Brasil. 

Agora, a empresa anunciou que conseguiu zera as emissões atmosféricas no processo de troca de carros de grelhas, que são utilizados para transportar as pelotas de minério de ferro ao forno de pelotização, onde elas são colocadas no forno para realização do procedimento que visa aumentar a resistência mecânica das pelotas.

Assim, a troca desses carros é bastante comum, já que é realizada a troca de dois carros por dia, para manutenção, e a empresa precisava garantir que as emissões atmosféricas no processo deixassem de ser um problema ambiental, uma vez que causavam sérios danos de poluição atmosférica para o território de produção das pelotas. 

Assim, o processo foi desenvolvido  no Complexo de Ubu, em Anchieta, no Espírito Santo, e alterou o controle da camada total de pelotas, zerando os registros de emissões atmosféricas causadas pela troca de carros de grelha e garantindo assim mais sustentabilidade dentro dessa cadeia produtiva. Todo esse projeto foi iniciado ainda em julho do ano de 2021, mas somente agora a empresa conseguiu acabar totalmente com essas emissões e pode, finalmente, garantir uma produção mais sustentável nesses locais. 

Samarco comenta sobre novo processo de troca de grelhas no transporte das pelotas de ferro e comemora sucesso do projeto de sustentabilidade para essas operações na mineração 

O principal problema que acontecia com o processo antigo de troca dos carros de grelha era que as pelotas verdes (cruas antes da queima) que se localizavam próximas ao fluxo prioritário chegavam com excesso de umidade na zona de queima, o que causava sérias emissões atmosféricas em decorrência do vapor liberado após o processo da queima. Agora, novos ajustes foram feitos, na velocidade dos carros, troca de equipamentos e algumas outras mudanças, para garantir que as pelotas cheguem sem umidade ao local. 

Com isso, o engenheiro de automação, Thiago de Andrade Machado, comemorou os bons resultados no processo de troca de carros de grelhas e destacou ainda, em relação às mudanças, que “Temos o benefício da disponibilidade para a produção de mais 10 mil toneladas métricas secas de pelotas por ano, que é uma estimativa para quando estivermos na capacidade máxima da usina. Além disso, essa correção permite um melhor controle do retorno da produção quando paramos o forno para troca de carro grelha”.

Essa é mais uma das iniciativas da Samarco para garantir uma sustentabilidade maior dentro das suas operações e a empresa destaca que continuará buscando uma mineração mais limpa e consciente no mercado brasileiro, para se tornar ainda mais comprometida com a preservação ambiental no país.

Relacionados
Mais recentes