Início Produção de fertilizantes é uma questão de segurança nacional para o Brasil, afirma diretor-presidente do Ibram




Produção de fertilizantes é uma questão de segurança nacional para o Brasil, afirma diretor-presidente do Ibram

agosto 25, 2022 às 3:59 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Produção de fertilizantes
Produção de fertilizantes (Reprodução: divulgação)

Durante um dos painéis do 9º. Congresso Brasileiro de Fertilizantes, realizado pela ANDA (Associação Nacional para Difusão de Adubos), realizado no dia 23 de agosto, em São Paulo, o diretor-presidente do Ibram, Raul Jungmann, afirmou que aumentar a produção de fertilizantes internamento é uma questão de segurança nacional para o país.

Dessa forma, ele também afirmou que o Brasil é uma “potência com pés de barro”, porque apesar de ser um dos maiores produtores agrícolas do planeta, ainda mantém uma dependência externa de 70% na produção de fertilizantes, o que poderia ser diferente. Além disso, ele pontuou que o conflito entre Rússia e Ucrânia mostrou uma fragilidade do Brasil sobre a produção de fertilizantes, e ainda defendeu a mineração em qualquer lugar do território nacional, desde que ela seja feita de forma responsável, respeitando as comunidades e os ecossistemas.

O diretor ainda mencionou que o Brasil necessita investir mais no conhecimento do seu subsolo, aliás, ele também citou os benefícios da participação de investimentos privados para fomentar a pesquisa mineral. Neste sentido, o painel “Investimentos e Produção Nacional de Fertilizantes” também contou com a presença de Bruno Caligaris, da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, além de Marcos Stelzer,  o CEO da Fosnot – Fosfatados do Nordeste.

Artigos recomendados

Por outro lado, Bruno Calligaris, comentou sobre o Plano Nacional de Fertilizantes (PNF) instituído este ano, e afirma que o projeto visa trazer uma luz para a comunidade que trabalha com a produção de fertilizantes. Além disso, ele acrescentou que o governo federal já adota medidas para estimular o setor, com a criação de um regime tributário especial para a cadeira de fertilizantes, além do estabelecimento de linhas de crédito para empresas do setor via BNDES e Finep.

Por outro lado, Marcos Stelzer, afirmou que a isonomia tributária é uma medida fundamental para o setor, embora tenha se queixado da morosidade no licenciamento ambiental para projetos de fertilizantes integrados, além da falta de mecanismos de financiamento compatíveis com o tempo de maturação dos projetos. Por sua vez, Arthur Liacre reforçou que a oferta nacional de fertilizantes é proporcionada por grandes empresas brasileiras, que possuem 20 operações em 10 estados, empregando mais de 30 mil pessoas. Atualmente, a produção de fertilizantes constitui o quarto maior segmento da indústria química e o quinta do setor de mineração, o que torna o Brasil um protagonista, pois o país tende a crescer como produtor de alimentos.

Produção de fertilizantes pode ser um problema para o Brasil: A produção de fertilizantes foi gravemente abalada pelo conflito na Ucrânia, o que deixou muitos agricultores em grande situação na safra passada. 

Entretanto, a situação não é mais uma grande ameaça para a produção de alimentos no Brasil, mas a situação ainda é de alerta. Hoje, as dificuldades da cadeia colaboraram para unir os dependentes do setor, que conseguiram criar possíveis soluções para garantir a sustentabilidade no setor.

Sendo assim, Roberto Carlos Oliveira, head de fertilizantes da Nutrien na América Latina, apontou que diante da crise deste ano, houve uma união entre os pesquisadores, consultores e todos os envolvidos para falar sobre nutrição de plantas e agricultura sustentável. Logo, nunca se usou tantos mapas de produtividade quanto neste ano, o que garantiu uma melhor gestão de insumos nas lavouras. Conforme dados da Anda, 85% dos fertilizantes usados no Brasil em 2021 foram importados. 45,8 milhões de toneladas foi o valor total utilizado, sendo que 39,2% desse montante foi importado. Atualmente, o Brasil é o quarto maior consumidor de fertilizantes do mundo. Por isso, se faz necessário impulsionar a produção nacional de fertilizantes, para diminuir a dependência do mercado internacional.

Leia mais: Mineradora Samarco busca inclusão feminina no setor e lança o programa de estágio Mulheres na Mineração 

Relacionados
Mais recentes