Início Indenizações para os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho já somam mais de R$ 3 bilhões e a Vale continua com o plano de compensação pelos danos da mineração




Indenizações para os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho já somam mais de R$ 3 bilhões e a Vale continua com o plano de compensação pelos danos da mineração

março 30, 2022 às 10:07 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O plano de compensação da Vale para os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho e demais danos causados pelas operações da empresa na mineração segue com força total em 2022
O plano de compensação da Vale para os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho e demais danos causados pelas operações da empresa na mineração segue com força total em 2022. Fonte: Divulgação

O plano de compensação da Vale para os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho e demais danos causados pelas operações da empresa na mineração segue com força total em 2022

Durante essa última segunda-feira, (28/03), a mineradora Vale afirmou que bateu a marca de R$ 3 bilhões aplicados em indenizações individuais aos afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho e, além disso, reforçou o seu compromisso com o plano de compensação para aqueles que foram afetados pelas irregularidades das atividades da empresa na mineração em Minas Gerais.

Leia também:

Vídeo: Tragédia em Brumadinho ocorreu em 2019, e até agora, a mineradora responsável está pagando as indenizações

Desastre chocou a todos os brasileiros no ano de 2019. Fonte: YouTube

Vale bate marca de R$ 3 bilhões aplicados em indenizações individuais aos afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho durante o ano de 2019

A tragédia que aconteceu no rompimento da barragem de Brumadinho no ano de 2019 ainda marca bastante o setor da mineração em todo o Brasil e abriu uma grande discussão sobre a necessidade de mais fiscalização e segurança dentro das operações da mineração no país. Assim, as empresas estão cada vez mais empenhadas em garantir uma mineração segura e que não traga riscos à população que vive no entorno da exploração mineral, visando evitar que uma tragédia como a de Brumadinho aconteça novamente. 

No entanto, a mineradora Vale, responsável pela barragem que sofreu com o rompimento, ainda continua com seu plano de compensação para as famílias dos mortos no acidente e para os sobreviventes do desastre. Assim, mais de 13 mil pessoas que foram afetadas de alguma forma pela irregularidade na mineração da Vale em 2019 já contam com indenizações em dia e estão sendo compensadas por todo o dano que a mineradora causou a elas ao longo desses três anos desde o acidente. 

Além disso, entre os familiares de trabalhadores falecidos, mais de 1,7 mil pessoas já fecharam acordos de indenização, com valores que totalizam mais de R$ 1,1 bilhão e, somando todas as indenizações individuais aplicadas nesses três anos, a Vale já bateu a marca de R$ 3 bilhões. Essa é uma marca ainda pequena, uma vez que a empresa precisa continuar com o seu plano de indenizações, multas e ações de auxílio aos lesados pelo rompimento da barragem de Brumadinho, mas a mineradora já avançou bastante nesses últimos três anos. 

Mineradora Vale continua com seu plano de compensação para auxiliar os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho em 2019

Ainda em relação ao número de pessoas indenizadas pelas ações da companhia, a Vale afirmou que “No total, foram firmados mais de 6,5 mil acordos, sendo 5,1 mil cíveis, contemplando mais de 10,4 mil pessoas e 1,4 mil acordos trabalhistas, envolvendo cerca de 2,4 mil pessoas. Para que as pessoas possam fechar seus acordos de indenização extrajudicial com mais agilidade e isonomia, foram assinados um Termo de Compromisso entre a Vale e a Defensoria Pública de Minas Gerais, para os casos de indenizações cíveis. Já no âmbito trabalhistas, as indenizações são pagas após adesão aos acordos firmados com o Ministério Público do Trabalho e entidades sindicais. Esses termos servem de parâmetro para indenizações, prevendo os valores, as condições e os critérios, e possibilitam que as pessoas impactadas negociem voluntariamente suas indenizações”.

Agora, a empresa continua com seus esforços para garantir o auxílio necessário para as pessoas afetadas pelas ações da empresa de mineração e garante às pessoas indenizadas também acesso gratuito a apoio psicossocial, educação financeira, suporte técnico para compra de imóvel ou para microempreendedorismo e atividades agropecuárias.

Por fim, a Vale segue com as suas atividades do Programa de Assistência Integral ao Atingido, que já atendeu cerca de 4 mil pessoas ao longo desses três anos e continua sendo a base para auxiliar milhares de pessoas e famílias que foram danificadas pelo acontecimento.

Relacionados
Mais recentes