Monday, 23 de May de 2022

Horizonte Minerals irá desenvolver projeto de mineração de níquel no estado do Pará para a produção de baterias com o minério

Visando expandir a produção de baterias a partir do minério de níquel, a Horizonte Minerals está com um novo projeto de mineração da matéria-prima no estado do Pará e já deu início aos processos

Visando expandir a produção de baterias a partir do minério de níquel, a Horizonte Minerals está com um novo projeto de mineração da matéria-prima no estado do Pará e já deu início aos processos

O município de Conceição do Araguaia, no estado do Pará, será o palco do mais novo projeto de mineração da Horizonte Minerals, que, durante essa última segunda-feira, (28/03), comentou sobre os planos para a exploração de níquel na nova planta para a produção do minério, com o objetivo de expandir a utilização da matéria-prima na produção de baterias.

Não perca:

Poyry se une a Horizonte Minerals para o desenvolvimento do projeto de mineração de níquel no estado do Pará durante os próximos anos

O mercado da mineração no Brasil está em constante crescimento durante os últimos anos e vem apresentando uma expansão considerável em relação aos aos empreendimentos para a exploração de minérios diversificados. Agora, a Horizonte Minerals pretende entrar nesse caminho e construir uma planta de exploração do níquel dentro do Projeto Araguaia, de produção de ferroníquel, no município de Conceição do Araguaia, no Pará, como forma de diversificar a sua produção dentro do setor mineral brasileiro. 

Assim, a Araguaia Níquel Metais Ltda., subsidiária da Horizonte Minerals Plc, contratou a Poyry para uma parceria ao longo dos próximos anos, visando uma eficiência maior na cadeia produtiva do minério de níquel na planta do Projeto Araguaia. Todo o projeto está sendo desenvolvido para uma produção inicial de 14,5 mil toneladas anuais de níquel, aumentando posteriormente para 29 mil toneladas anuais, e com um potencial para se desenvolver um projeto futuro de uma segunda linha. Além disso, serão aplicados em investimentos no projeto cerca de US$ 600 milhões, que ainda podem ser expandido ao longo dos anos. 

Com o contrato entre a Horizonte Minerals e a Poyry, as empresas irão atuar em uma  ampla gama de serviços de engenharia, suprimentos, gestão de construção, gerenciamento de projetos e comissionamento para conseguir dar continuidade ao projeto com muita eficiência. Assim, as companhias já estão desenvolvendo certas partes do projeto desde meados do início de 2021 e pretendem utilizar o ano de 2022 para expandir ainda mais oa passos dados para o início da mineração do níquel o quanto antes na planta do estado do Pará. 

Horizonte Minerals comenta sobre projeto para a mineração do níquel no Pará e comemora parceria com a companhia Poyry dentro da exploração desse minério

O níquel é um minério altamente versátil para a produção de diversos produtos importantes dentro do mercado global, como as baterias utilizadas para carros e outros veículos elétricos, e vem se tornando cada vez mais atraente para os investidores do setor mineral. Assim, o desenvolvimento do projeto da Horizonte Minerals para a mineração da matéria-prima em parceria com a Poyry é uma ótima oportunidade para a empresa expandir a sua presença dentro desse segmento no mercado internacional. 

Com isso, Jeremy Martin, CEO da Horizonte Minerals, comentou sobre a relevância do desenvolvimento desse projeto e comemorou a parceria com a Poyry, afirmando que “Estamos muito satisfeitos em ter a Pöyry como parte da equipe do Araguaia. Estamos trabalhando juntos há vários meses, desde a fase de planejamento da execução do projeto, a fim de garantir uma transição tranquila para a fase de construção. O Araguaia será entregue de acordo com uma estratégia de EPCM, contando com uma equipe integrada de especialistas da Pöyry e a gestão do proprietário da Horizonte”.

Agora, ambas as companhias aguardam novas regulamentações e licenças para dar continuidade ao projeto e iniciar novas fases para a construção do Projeto Araguaia, de produção de ferroníquel, no município de Conceição do Araguaia, no Pará, durante os próximos anos.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.