Friday, 03 de December de 2021

Minério de ferro: matéria-prima estratégica que permeia a história, economia e desenvolvimento da sociedade

minério de ferro; mineração

Breve histórico sobre o uso do minério de ferro no mundo

Considerado o metal mais utilizado no mundo, o ferro é o quarto elemento mais abundante do planeta. As propriedades estratégicas desta matéria-prima permeia a história, economia e o desenvolvimento da sociedade.

Seus usos são inúmeros, sendo de extrema importância para a economia e o desenvolvimento da sociedade, estando presente em todo o mundo há milênios.

Leia mais notícias do setor:

A maior demanda do minério de ferro vem da indústria de base, visto que ele é considerado como um importante componente, uma matéria-prima, para muitas linhas de produção, principalmente para formação do aço.

Veja vídeo do do primeiro carregamento de mais de 80.000 toneladas de minério de ferro da Anglo American, no Superporto do Açu, no Rio de Janeiro

Quando surgiu a exploração do minério de ferro no Brasil

Os primeiros registros das atividades de mineração no Brasil remontam ao século 16, logo após a colonização portuguesa, com as expedições chamadas entradas e bandeiras.

Estas expedições vasculharam o interior do território em busca de metais valiosos. Dentre os primeiros minérios extraídos no território brasileiro, pode-se destacar o ouro, o diamante, a prata e o ferro, que entre 1709 e 1720, foram achadas no interior da Capitania de São Paulo, no Planalto Central e Montanhas Alterosas, nas áreas que depois foram desmembradas como Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.

A extração do minério de ferro da melhor qualidade auferida em todo o globo terrestre aconteceu no estado do Pará, na Serra dos Carajás em 1985. 

O primeiro ano de extração do minério de ferro no Brasil, fruto desta jazida, totalizou em 1986, cerca de 13 milhões de toneladas. Ela correspondeu a uma grande parcela do total mundial produzido naquele ano.

Desde então, o Brasil tem se mantido em posição de destaque, ocupando o ranking entre os três maiores países no quesito extração e produção do minério de ferro, juntamente com países como a China e a Austrália, que também são grandes produtoras de minério de ferro..

A exploração do minério de ferro é considerada como uma atividade econômica extremamente lucrativa. Este tipo de mineração recebeu muitos investimentos, sobretudo, de empresas estrangeiras para viabilizar a ampla e completa exploração desta matéria-prima. 

A importância do minério de ferro para a economia e para a tecnologia

A contribuição na balança comercial devido às exportações de minério de ferro é grande. O minério de ferro no Brasil possui uma grande responsabilidade econômica. 

Só em 2019, o país exportou mais de 335 milhões de toneladas de minério de ferro.

Entre os principais compradores destacam-se a China, com demanda quase metade de toda extração, seguido do Japão, Coréia do Sul, Holanda, Itália, entre outros.

A China, apesar de possuir números expressivos no quesito extração e produção do minério de ferro no seu próprio país, é uma das maiores importadoras do ferro brasileiro devido à falta de qualidade dos minérios que são retirados de seu próprio solo.

Entenda do que é composto e onde é encontrado o minério de ferro

O ferro é encontrado na natureza, em rochas e no solo, principalmente na forma de óxidos, hidróxidos e oxi-hidróxidos, geralmente, na forma cristalina. Quando o extraem da natureza, as mineradoras separam o minério do material sem valor comercial: esse processo é chamado de beneficiamento.

Os principais minerais presentes no minério de ferro são: a hematita, a goethita e a magnetita 

Há vários outros minerais de ferro que também são encontrados na natureza, contudo, eles não têm interesse econômico para a extração do ferro

O minério de ferro é a matéria-prima para a fabricação do aço, do qual se pode extrair os minerais de interesse, base de diversas indústrias, como a de carros e eletrodomésticos, bem como da construção civil. 

Veja o incrível processo de laminação de aço, fabricação de peças forjadas e outros métodos de produção

A parte do minério que não tem valor econômico é chamada de ganga.

Tecnologias e consumo do minério de ferro

Na indústria e no cotidiano, não resta dúvidas que a maior utilização do minério de ferro para formação do aço.

O aço é extremamente versátil, muito por conta do tratamento térmico na sua produção e da proporção do carbono, além de apresentar maior dureza e tenacidade que o ferro metálico, conferindo-lhe diversos usos. 

O minério de ferro, que é a fonte principal de matéria-prima na constituição do aço, é imprescindível para indústria de automóveis, para o mercado de construção civil (amplamente utilizado nas estruturas), na indústria (utilizados em diversos tipos de maquinários) e nos eletrodomésticos em geral.

Empresas atuantes no mercado de minério de ferro

O mercado de minério de ferro possui diversos produtos e são incorporados, principalmente pela indústria siderúrgica.

A indústria de base é a que mais precisa do minério de ferro para dar continuidade a seus procedimentos, pois ele é um importante componente para muitas linhas de produção, como por exemplo para a matéria-prima do aço que vai para os automóveis, máquinas e eletrodomésticos.

A mineração tem um importante papel no desenvolvimento do Brasil. Ela é responsável por equilibrar a economia nacional, bem como as empresas que trabalham no setor empregam milhares de profissionais.

As maiores empresas extratoras e produtoras do minério de ferro no Brasil são:

Vale – responsável por cerca de 80% da produção nacional

A Vale nasceu em 1º de junho de 1942 como a estatal Companhia Vale do Rio Doce e hoje é a maior produtora mundial de minério de ferro, pelotas e níquel. Além disso, ela conta com cerca de 120 mil empregados próprios e terceiros no mundo.

A Vale é a maior produtora mundial de minério de ferro e pelotas, matérias-primas essenciais para a fabricação de aço, operando no Brasil, China e Omã. As rochas encontradas em Carajás são formadas por 67% de teor de minério de ferro – o teor mais alto do planeta.

O relatório de produção da Vale do primeiro trimestre de 2021 (2T21) foi divulgado em julho de 2021 e demonstrou mais um trimestre de aumento da produção de minério de ferro e atingiu a capacidade atual de 330 Mtpa, um recorde na produção mundial. Confira na integra o relatório de produção de minério de ferro da Vale

Samarco – em Recuperação Judicial, detém 6% da produção do país

A Samarco é uma empresa de capital fechado, uma joint venture de propriedade da BHP e Vale (com 50% de participação acionária cada). 

No total, compunha o quadro funcional da empresa ao final de 2019,  1.312 empregados. Do total de funcionários, 880 eram de Minas Gerais e 432 no Espírito Santo, onde 100% deles encaravam um regime de trabalho de tempo integral.

A Samarco atingiu em julho deste ano, o volume de 4,4 milhões de toneladas de minério de ferro e pelotas, que foram produzidas para atender os mercados interno e externo. 

Ao longo dos últimos meses, a empresa embarcou 47 navios com destino a vários países. 

Nesse contexto, com o intuito de preservar suas operações, a Samarco iniciou em abril de 2021, o processo de recuperação judicial, que foi acolhido pela Justiça mineira. 

A recuperação judicial ajuda a proteger a empresa contra ações de credores do mercado financeiro internacional.

CSN – com pouco mais de 5%

A CSN está presente em 18 Estados brasileiros e também atua em dois outros países – Alemanha e Portugal – e conta com mais de 20 mil colaboradores espalhados pelo mundo. 

A CSN é uma das maiores mineradoras do país, com plantas de Minas Gerais que produzem minério com alto teor de ferro, abastecendo a atividade siderúrgica da companhia e exportando para vários países. 

Os ativos da CSN encontram-se no Quadrilátero Ferrífero, com destaque para a mina Casa de Pedra, em Congonhas (MG).

Anglo American – com aproximados 5%

As operações de minério de ferro da Anglo American são bastante expressivas em sites no Brasil e na África do Sul. 

O Minas-Rio, localizado nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro, é a sua operação de minério de ferro no Brasil. É uma operação de exportação de minério de ferro totalmente integrada, com mina, usina de beneficiamento, mineroduto e terminal dedicado no Porto de Açu.

A empresa trabalha com segmentos de alto teor de ferro e amplo percentual de produtos de redução direta para altos-fornos. 

Ela possui 4000 mil empregados próprios no Brasil e possui cerca de 90.000 mil empregados espalhados por todo o mundo. 

Os países que a Anglo American atua são: Canadá, Peru, Brasil, Chile, Colômbia, Reino Unido, Namíbia, África do Sul, Botsuana, Índia, China, Singapura e Austrália.

MMX Mineração e Metálicos S.A (“MMX” ou “Companhia”) – em Recuperação Judicial, representando 2%

O grupo MMX nasceu em 2005, a partir da possibilidade de exploração de minas de minério de ferro em território brasileiro. Naquela época este minério considerado de classe mundial, tinha alto valor no mercado.

A MMX Mineração é uma sociedade anônima de capital aberto. Seu objetivo principal compreende a participação societária em outras sociedades, bem como a extração, o beneficiamento, a pesquisa e desenvolvimento mineral, e a venda de minério de ferro.

A MMX abriu capital na bolsa de valores (B3) em 2006, contudo, suas atividades operacionais foram afetadas em 2014 em função da queda significativa do preço do minério de ferro, bem como devido às restrições operacionais impostas pelo órgão ambiental do Estado de Minas Gerais. 

Em 2021, ela teve a falência decretada, deixando de ter as suas ações negociadas em Bolsa. A MMX ingressou com o pedido de Recuperação Judicial na Justiça, o qual foi deferido pelo Exmo. Juízo da 4ª Vara Empresarial, Comarca do Rio de Janeiro, em 19 de dezembro de 2016, objetivando, claro, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à economia.

Usiminas – com 2%

A Usiminas nasceu de uma joint venture juntamente com o grupo japonês Sumitomo Corporation, em 2010. O principal objetivo da Mineração Usiminas (MUSA) é fornecer minério de ferro tanto para o mercado nacional quanto para o mercado internacional.

Dentre os seus principais produtos estão: granulado ou lump ore, sinter feed (SFMU) e o pellet feed (CCMU). A empresa tem atuação nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul e tem aproximadamente 1,6 mil funcionários.

Gerdau Açominas S. A – com pouco mais de 1% do total da extração brasileira.

João Gerdau e seu filho Hugo iniciaram as bases da Gerdau com a Fábrica de Pregos Pontas de Paris em Porto Alegre (RS)​.​

A Gerdau é a maior empresa Brasileira produtora de aço, despontando como uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro.

A empresa está presente com operações industriais em 10 países e conta com cerca de 30 mil colaboradores diretos e indiretos espalhados pelo mundo. Com ações negociadas nas Bolsas de Valores de São Paulo, Nova York e Madri, a receita líquida da empresa em 2019 foi de aproximadamente R$ 40 bilhões

Minério de ferro na realidade brasileira: conheça suas principais áreas de exploração

Veja o vídeo de como funciona a Extração minério de ferro – Vale

O minério de ferro no Brasil é explorado, principalmente, em três grandes áreas, sendo elas:

  • Quadrilátero central, conhecido também como quadrilátero ferrífero, ele fica em Minas Gerais. A região localizada no centro-sul do estado é responsável pela extração e produção de grande parte do minério de ferro e do manganês. A região também é responsável por produzir, em quantidades menores, bauxita e cassiterita;
  • Maciço do Urucum, no Estado do Mato Grosso do Sul. Esta província mineral fica situada às margens do rio Paraguai, no Pantanal, e produz modestamente o minério de ferro e manganês;
  • Serra dos Carajás, no Estado do Pará. Destaque na década de 60, quando foi descoberto como o maior território mineral do planeta.  O projeto Carajás tinha uma produção de extrema abundância de minério de ferro e de outros minerais como níquel, cobre, estanho e ouro.

Impactos da mineração do minério de ferro e suas vantagens e desvantagens

A mineração é responsável por promover uma diversidade de efeitos não desejados, sendo responsável por alterações ambientais, conflitos de uso do solo, depreciação de imóveis circunvizinhos, geração de áreas degradadas e transtornos ao tráfego urbano.

A mineração também provoca contaminação dos cursos d’água e degradação do solo. Além disso, o desmatamento também é um grande problema ambiental, principalmente nas áreas do Quadrilátero Ferrífero, em Minas Gerais.

Essa região é abrangida pelo bioma Mata Atlântica, e parte dos remanescentes das áreas de Mata Atlântica pertence às mineradoras.

Veja este vídeo da mineração e devastação em Minas Gerais.

O mineroduto, do latim (minero + ductu), são dutos que transportam a polpa do minério por longas distâncias, até seu processamento final. O minério a ser levado por esses equipamentos de um lado para o outro, pode ser de diversos tipos, como ferro, carvão, bauxita, etc.

Uma de suas maiores vantagens consistem em a melhor opção em relação às rodovias. Dentre outras vantagens, estão o seu baixo consumo energético, inexistência de ruídos e a não emissão de dióxido de carbono na atmosfera. 

Contudo, nem tudo são flores. Dentre as principais desvantagens do mineroduto está a quantidade de água necessária para bombear o minério, o que seria um grande desperdício. Além disso, a necessidade de desmatamento e terraplanagem para implantação deste tipo de projeto é outra grande desvantagem é que pode inviabilizar a sua implantação.

Luciana Ramalhao
Arquiteta e Urbanista e Mestre em Planejamento e Desenvolvimento Urbano Regional. Conhece inúmeros projetos distribuídos em quase 20 países pelos quais já visitou. Além da construção civil, atua como pesquisadora científica e copywriter.