Início Presidente da Vale diz que Companhia continua comprometida com recuperação da área de Brumadinho; salienta que depois do acidente produção caiu 25%




Presidente da Vale diz que Companhia continua comprometida com recuperação da área de Brumadinho; salienta que depois do acidente produção caiu 25%

julho 30, 2022 às 10:10 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Área de Brumadinho
Área de Brumadinho (Reprodução: divulgação)

O presidente-executivo da Vale participou de uma teleconferência, dia 29/07, no qual deu detalhes sobre o desempenho da empresa no segundo trimestre de 2022. Segundo ele, Eduardo Bartolomeo, a Vale se mantém com o objetivo de diminuir os riscos e de renovar a empresa, e a Companhia continua comprometida com recuperação da área de Brumadinho.

Além disso, deu uma atenção especial sobre a área de Brumadinho, no qual afirmou que a Vale está totalmente envolvida na recuperação da região de Brumadinho que foi atingida no rompimento da barragem da companhia no acidente de 2019.

Ademais, o presidente-executivo destacou sobre o caminho das transações que foram feitas pela empresa neste ano de 2022. Segundo o mesmo, entre elas estão a venda do sistema de ferrosos localizado no Centro Oeste e de nove outros negócios localizados em cinco países diferentes.

Além disso, entre as informações passadas pelo Bartolomeo nesta videoconferência, foi sobre outras ações da Vale. Deste modo, foi assinado um acordo sobre controvérsias sobre as terras indígenas na região de Cateté, no Pará. Segundo o presidente, a Vale não realiza atividades de pesquisas em terras de povos indígenas.

Ainda, sobre as barragens, o presidente executivo também comentou a relação da companhia com as ações realizadas nesses ambientes. Desse modo, ele passou a informação de que após os últimos acidentes de rompimento de barragens que ocorreram nos últimos anos, 2015 e 2019, a Vale tem realizado a descaracterização nesses ambientes. Portanto, a Companhia continua comprometida com recuperação da área de Brumadinho.

Ademais, no mês de julho foi concluída a descaracterização de duas barragens a montante. Além disso, há a previsão de que 40% do programa de eliminação de barragens seja concluído até o final deste anos, 2022. Ademais, nestas barragens à montante, a base é construída com os rejeitos por meio de alteamentos frequentes. Como se colocasse rejeito em cima de rejeito.

Leia mais: Fique por dentro da confusão no setor da mineração: gestão ambiental – gestão mineral.

Companhia continua comprometida com recuperação da área: a produção caiu 25% após o acidente

A Vale deverá ter um ajuste nos níveis de sua produção. Isso se deve por causa das condições do mercado, segundo, Marcello Spinelli, vice-presidente executivo de ferrosos. Ainda, houve uma redução no nível de produção de minério de ferro neste ano. Desse modo, não foi atingida a marca esperada. Levando a uma redução de 320 a 335 milhões de toneladas, para 310 a 320 milhões de toneladas neste ano de 2022.

Logo, esse ajuste foi efetivo para que ocorresse a redução do valor da meta de produção de minério de ferro que havia sido prevista anteriormente para o ano de 2022, segundo o vice-presidente na teleconferência. Desse modo, embora a Vale tenha sido otimista em suas previsões, isso os fez ficar insatisfeitos. Logo, acabaram tendo que refazer as previsões e as metas.

Ainda, Marcelo falou sobre os níveis de produção de minério de ferro nos anos anteriores. Segundo ele, depois que ocorreu o acidente de Brumadinho em 2019, a produção da empresa chegou a diminuir cerca de 25%. Ademais, que a Companhia continua comprometida com recuperação da área de Brumadinho.

O acidente foi um acontecimento infeliz na história da empresa Vale e de todas as pessoas da cidade de Brumadinho, e que ainda hoje, as marcas que ficaram do acidente não foram superadas. Desse modo, após o ocorrido, a empresa criou um plano de retomada.

Nele a segurança das barragens é um tópico essencial e que está sendo seguido com rigor. Ademais, a sofisticação do processo de licenciamento ambiental está contribuindo para que as barragens possuam maior segurança a todos os envolvidos.

Relacionados
Mais recentes