Friday, 24 de September de 2021

Após leilão em setembro, Jazidas de sal-gema do Norte do Espírito Santo promete gerar 15 mil vagas de emprego no setor de mineração brasileiro

Mineração - Espirito santo - vagas de emprego - jazidas

O setor de mineração brasileiro está retornando a todo vapor e no Espírito Santo, o leilão de Jazidas de sal-gema promete gerar 15 mil vagas de emprego até o próximo ano

Aqueles que procuram por vagas de emprego em uma das maiores Jazidas de sal-gema da América Latina já podem se preparar para disputar pela oportunidade, pois nesta quarta-feira (26), foi iniciado o leilão dos blocos na região Norte do Espírito Santo. As contratações para o setor de Mineração devem ocorrer já no início do próximo ano.

Leia também

Setor de mineração no Espírito Santo promete gerar mais de 15 mil vagas de emprego

De acordo com dados da Agência Nacional de Mineração (ANM), serão geradas mais de 15 mil vagas de emprego em vários cargos nas Jazidas do Espírito Santo. Especialistas afirmam que o setor necessita de engenheiros, geólogos, técnicos em segurança do trabalho, administradores, mecânicos e muitos outros.

O leilão tem previsão para se encerrar no dia 8 do próximo mês. De acordo com explicações de Felipe Rigoni, deputado federal, novembro é o último prazo para o pagamento do vencedor. Os estudos podem começar ainda este ano, porém a probabilidade de que comecem no próximo ano é alta.

Já no início dos estudos, que durarão cerca de três anos, começarão a surgir novas vagas de emprego nas jazidas. De acordo com Rigoni, nestes três anos, serão investidos cerca de R$ 170 milhões no setor de Mineração.

É uma região do Espírito santo que possui rodovia, o aeroporto de Linhares, projetos portuários e além disso, ainda é possível criar um polo cloroquímico.

Deputado do Estado se pronuncia

Já o deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Apoio e Acompanhamento da Exploração de Sal-Gema, Eustaquio de Freitas, afirmou que são 11 blocos de jazidas, onde nove deles se situam em Conceição da Barra, outro em Vila Pavão e o último em Ecoporanga, todos no estado do Espírito Santo. Todas as jazidas já possuem investidores interessados.

De acordo com o deputado, através da mineração nas jazidas de sal-gema, é possível ter um novo ciclo de desenvolvimento econômico, principalmente em uma região do estado onde se faz necessário mais investimentos.

O sal-gema é um mineral que tem grande função no processo de tratamento de água, na fabricação de vidros, tecidos, baterias, PVC e muitos outros produtos. As jazidas localizadas em Conceição da Barra possuem algo em torno de 300 mil m².

Rigoni afirma que a empresa que adquirir, buscará uma exploração limpa e sustentável das áreas. Toda as atividades de mineração possuem um impacto ambiental.

O sal-gema é um mineral constituído pelo cloreto de sódio acompanhado de cloreto de magnésio e de potássio que está presente em jazidas da superfície terrestre.

Através de um processo químico conhecido como eletrólise, o sódio é separado do cloro, que pode ser utilizado na produção de materiais de limpeza, no tratamento de água de piscina e outras aplicações. Já o sódio pode ser utilizado na produção da soda.

Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.