Início Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará aprova licença de instalação para a Tecnored




Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará aprova licença de instalação para a Tecnored

novembro 30, 2021 às 11:27 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará concedeu a licença de instalação para o projeto de mineração sustentável de ferro-gusa da Tecnored
Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará concedeu a licença de instalação para o projeto de mineração sustentável de ferro-gusa da Tecnored. Fonte: Reprodução

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará concedeu a licença de instalação necessária para o projeto de mineração sustentável de ferro-gusa da Tecnored

Durante esta última quinta-feira, (25/11), a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará anunciou a liberação da licença de instalação para o projeto da Tecnored em Marabá, voltado para uma mineração mais sustentável e a produção do ferro-gusa mais ecológica na região, que visa diminuir os impactos da emissão de carbono nas operações desse setor. 

Veja também:

Projeto de mineração sustentável da Tecnored em Marabá recebe licença de instalação para iniciar as operações

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará anunciou recentemente a concessão da licença de instalação necessária para o início do projeto de mineração sustentável de ferro-gusa da Tecnored na região de Marabá. O projeto tem como principal objetivo a produção de 500 mil toneladas de ferro-gusa de forma sustentável, utilizando práticas mais ecológicas que tenham um impacto menor ao meio ambiente, principalmente em relação à emissão de dióxido de carbono na atmosfera. 

O governador do estado, Helder Barbalho, anunciou a liberação da licença de instalação e afirmou que “A Secretaria de Meio Ambiente do Estado ativou a licença de instalação de um importante projeto de minério, uma planta de gusa, já no modelo Tecnored, que é o chamado gusa verde, com mecanismos sustentáveis para mineração em nossa região. Este projeto envolve milhões de reais em investimentos, com a companhia Vale, e principalmente com a expectativa de agora, na instalação, nós gerarmos no pico da obra, cerca de 2 mil empregos, o que vai ajudar Marabá a crescer e se desenvolver. Não apenas Marabá, mas toda a toda a região sudeste do estado”.

A principal forma de garantir uma menor emissão de carbono no projeto é a técnica chamada de briquetagem, feita pela Tecnored, que utiliza o bio-carvão. O início das operações está previsto para os anos de 2025 ou 2026 e a região está bastante otimista com o desenvolvimento sustentável da mineração por meio do projeto em Marabá. 

Liberação da licença de instalação para a Tecnored é mais um passo para o desenvolvimento da região de Marabá

O governo do estado está bastante otimista em relação ao projeto de mineração sustentável do ferro-gusa e a liberação da licença de instalação pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará é mais um passo para concretizar o projeto, que irá, acima de tudo, gerar renda e disponibilidade de emprego para os moradores da região

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará, Mauro O’de Almeida, comentou acerca do projeto e destacou a importância do desenvolvimento de práticas sustentáveis na região, afirmando que “Desde o início do governo, a Semas se propôs a ter uma papel, primeiro de orientação e indução de boas práticas ambientais. Projetos como o tecnored pretendemos que seja exemplo de sustentabilidade”.

Assim, o projeto tem a expectativa de gerar 15,2 milhões de reais em salários por ano, arrecadar 35 milhões de reais em imposto de renda a partir de 2040, gerar 350 milhões de reais em exportações por ano e gerar cerca de 2 mil empregos diretos e 600 indiretos em sua fase de implantação, no pico das obras civis e montagem. O que se espera agora é que a Tecnored possa dar os passos iniciais para o desenvolvimento concreto da mineração sustentável do ferro-gusa.

Relacionados
Mais recentes