Início Mineradora Sigma iniciará construção de planta de exploração mineral do lítio e pretende gerar mais de 200 vagas de emprego em Minas Gerais




Mineradora Sigma iniciará construção de planta de exploração mineral do lítio e pretende gerar mais de 200 vagas de emprego em Minas Gerais

abril 11, 2022 às 3:12 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Com o início da exploração mineral do lítio ainda em 2022, após a construção da planta, a Mineradora Sigma pretende garantir mais de 200 vagas de emprego para os trabalhadores do ramo da mineração em Minas Gerais
Com o início da exploração mineral do lítio ainda em 2022, após a construção da planta, a Mineradora Sigma pretende garantir mais de 200 vagas de emprego para os trabalhadores do ramo da mineração em Minas Gerais. Fonte: Divulgação

Com o início da exploração mineral do lítio ainda em 2022, após a construção da planta, a Mineradora Sigma pretende garantir mais de 200 vagas de emprego para os trabalhadores do ramo da mineração em Minas Gerais

Os representantes da mineradora Sigma comentaram, durante a última quinta-feira, (07/04), sobre os investimentos que serão aplicados para a construção da planta de exploração mineral do lítio já neste mês em Minas Gerais e destacaram as vagas de emprego que serão ofertadas aos trabalhadores do ramo da mineração que pretendem atuar no estado, após o início da produção do mineral no fim do ano.

Não deixe de conferir:

Vídeo: Conheça outras obras que estão sendo realizadas por essa grande companhia no setor de mineração

Obras que irão gerar diversas vagas de emprego para os profissionais do setor. Fonte: YouTube

Exploração mineral do lítio em Minas Gerais por parte da Mineradora Sigma irá iniciar ainda em 2022 e construção da planta de mineração já está sendo iniciada neste mês 

Uma das maiores companhias no ramo da mineração dentro do território brasileiro, a mineradora Sigma anunciou que concluiu a terraplenagem de fundação da unidade fabril de produção e beneficiamento de lítio, localizada nos municípios de Araçuaí e Itinga (MG), no Vale do Jequitinhonha, a 600 km de Belo Horizonte. Assim, a empresa pretende iniciar a construção da planta de exploração mineral ainda neste mês de abril, para acelerar o desenvolvimento do projeto. 

Dessa forma, com o início da construção programado para esse mês, o empreendimento poderá começar a operar no estado de Minas Gerais em breve e a Sigma espera começar a produção de concentrado de lítio de grau de bateria ambientalmente sustentável no 4º trimestre deste ano.

Essa será a primeira fase do projeto de exploração mineral do lítio e a companhia está com projeções para produzir 220 mil toneladas por ano neste início, enquanto na segunda fase, que deve começar até o fim de 2023, a produção deve dobrar para 440 mil toneladas por ano.

A empresa visa a utilização de uma exploração mineral focada na sustentabilidade e consegue atrelar uma série de atividades como a utilização de energias renováveis dentro das suas operações no ramo da mineração. Dessa forma, a Sigma se consagra dentro do mercado nacional e internacional como uma das melhores empresas a se investir capital no ramo da mineração, em razão não só da sua alta taxa de produtividade no segmento, mas também pelo seu compromisso ambiental em suas atividades. 

Mineradora Sigma espera ofertar mais de 200 vagas de emprego durante a finalização da construção da planta de exploração do lítio e quer expandir ainda mais a sua produção do minério 

A mineradora Sigma já conta atualmente com mais de 300 funcionários atuando na construção da planta de exploração do lítio em Minas Gerais e, com a finalização das obras e o início do aproveitamento da matéria-prima, a empresa espera expandir o seu quadro de funcionários e garantir mais de 200 vagas de emprego para os trabalhadores da mineração que residem no estado de Minas Gerais e estão em busca de novos rumos profissionais.

Dessa forma, Ana Cabral-Gardner, co-CEO da Sigma, comentou sobre os investimentos que serão realizados dentro do projeto e das expectativas para a finalização da construção da planta e afirmou: “Temos R$ 700 milhões para finalizar as obras. O investimento total, de R$ 1,2 bilhão, estará concluído até setembro deste ano”. Além disso, a executiva destacou a qualidade do lítio produzido pela empresa e ressaltou que “Nosso produto, com pureza de 6% de lítio grau de bateria, assegura uma economia de 20% na produção de hidróxido com 98% de lítio”.

Por fim, Ana destacou que a empresa construiu uma estação de tratamento de esgoto na fábrica para usar água de esgoto do Rio Jequitinhonha na produção do lítio e, assim, conseguirá uma maior eficiência ao início da exploração mineral da matéria-prima.

Relacionados
Mais recentes