Monday, 23 de May de 2022

Ibram e Fiemg se unem para renovar parceria que visa atrair investimentos para a mineração no estado de Minas Gerais, com foco em uma produção sustentável

A produção sustentável no ramo da mineração é um debate cada vez mais presente no estado de Minas Gerais e o Ibram se reuniu com a Fiemg para a renovação da aliança que visa atrair mais investimentos para o desenvolvimento dessas atividades

A produção sustentável no ramo da mineração é um debate cada vez mais presente no estado de Minas Gerais e o Ibram se reuniu com a Fiemg para a renovação da aliança que visa atrair mais investimentos para o desenvolvimento dessas atividades

Essa última segunda-feira, (18/04), marcou um grande passo para o setor da mineração no estado de Minas Gerais, uma vez que a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) se reuniram para renovar a parceria que visa atrair mais investimentos para a produção sustentável dentro da atividade mineral no estado.

Leia também:

Aliança para desenvolvimento de uma mineração com foco na produção sustentável é renovada entre a Fiemg e o Ibram

Em uma reunião realizada durante esta última segunda-feira com os principais representantes dos órgãos, Flávio Roscoe, presidente da Federação, e Raul Jungmann, diretor-presidente do Ibram, ambas as organizações renovaram o acordo entre elas que está em vigência há alguns anos para o desenvolvimento da atividade da mineração no estado de Minas Gerais, com foco na busca por uma produção sustentável para garantir o compromisso ambiental no segmento. 

A Fiemg vem atuando fortemente dentro do segmento da mineração empresarial e age em sintonia com o Ibram para que este setor econômico trilhe o caminho voltado à uma produção sustentável combinada com altos índices de segurança operacional e respeito às pessoas e ao meio ambiente.

Dessa forma, o estado de Minas Gerais vêm conseguindo entregar ótimos resultados quanto às atividades da mineração, uma vez que o estado é o maior do Brasil quando se trata de exploração mineral, em razão das altas reservas de recursos e dos investimentos que o governo estadual atrai. 

Assim, as próximas discussões em torno da mineração com foco na produção sustentável dentro do estado de Minas Gerais irão acontecer durante a Exposibram 2022, que será realizado novamente no formato presencial nos dias 12, 13, 14 e 15 de setembro, enquanto nos dias 20 e 21 de setembro, será organizada a edição em formato virtual. Dessa forma, ambas as organizações se reunirão novamente, mas com a presença de mais representantes do segmento no estado, para discutir novas atrações de investimentos e novas soluções para a produção sustentável desses minérios. 

Estado de Minas Gerais vêm conseguindo grandes resultados no segmento da mineração e a Fiemg afirma esperar poder contar com o apoio do Ibram para uma expansão ainda maior do setor 

O estado de Minas Gerais é, sem sombra de dúvidas, o maior de todo o Brasil na atividade da mineração, principalmente focada em uma produção sustentável. Assim, os dados do Ibram mostram que o estado  registrou faturamento 87%, superior ao de 2020, passando de R$ 76,4 bilhões para R$ 143 bilhões ao longo do ano de 2021, correspondendo assim a 42% do faturamento global da indústria da mineração brasileira em 2021.

Além disso, os dados do Ibram também mostram que Minas Gerais registrou o maior incremento de recolhimento de royalty em 2021 (R$ 4,6 bilhões, um crescimento de 95%) e é também o Estado que mais vai atrair investimentos no setor até 2025, US$ 10,2 bilhões. Assim, a parceria entre o órgão e a Fiemg garante uma expansão ainda maior desses resultados e, consequentemente, um desenvolvimento socioeconômico mais acelerado para o estado ao longo dos anos. 

Com isso, os representantes da Fiemg afirmaram que esperam poder contar com o apoio do Ibram no desenvolvimento das atividades da mineração e o órgão afirmou que pretende direcionar parte de suas ações para gerar oportunidades para a indústria da mineração, o que irá refletir positivamente em negócios focados na produção sustentável.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.