MENU
Mineração
Menu
Início ArcelorMittal irá realizar investimento bilionário no setor da mineração em Minas Gerais




ArcelorMittal irá realizar investimento bilionário no setor da mineração em Minas Gerais

novembro 13, 2021 às 10:21 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A ArcelorMittal anunciou recentemente, um investimento de R$ 4,3 bilhões no setor da mineração na região de Minas Gerais
A ArcelorMittal anunciou recentemente, um investimento de R$ 4,3 bilhões no setor da mineração na região de Minas Gerais. Fonte: Reprodução

A ArcelorMittal anunciou recentemente, um investimento de R$ 4,3 bilhões no setor da mineração na região de Minas Gerais

Durante esta última quinta-feira, (11/11), a gigante no ramo da mineração ArcelorMittal anunciou um investimento bilionário no setor no estado de Minas Gerais. Os planos da empresa incluem cerca de R$ 4,3 bilhões investidos na mineração na região, mais precisamente na Usina de Monlevade, na cidade de João Monlevade, e na Mina de Serra Azul, em Itatiaiuçu, para potencializar o crescimento no mercado e a capacidade produtiva no setor.

Veja também:

Usina de Monlevade e Mina de Serra Azul terão sua produtividade aumentada com o investimento da ArcelorMittal 

A gigante da mineração ArcelorMittal completará 100 anos em dezembro deste ano e, para comemorar, anunciou um investimento bilionário que irá começar ainda em 2021 e deve seguir até o ano de 2024. Os beneficiados com o investimento são a Usina de Monlevade e a Mina de Serra Azul, os quais aumentarão a sua produtividade, passando de 1,2 milhão de toneladas/ano de aço bruto para 2,2 milhões de toneladas/ano em 2024 e de 1,6 milhão de toneladas/ano para 4,5 milhões de toneladas/ano de minério de ferro, respectivamente. 

A ArcelorMittal comentou acerca da importância do investimento na mineração em Minas Gerais e destacou que “o Estado terá aumentada a produção de aço em cerca de um milhão de toneladas/ano para aplicação em produtos de alto valor agregado. Já a produção de minério de ferro será aumentada em 4,9 milhões de toneladas/ano – considerando os 2,9 milhões de toneladas de Serra Azul somados ao acréscimo de 2 milhões de toneladas da Mina do Andrade, localizada em Bela Vista de Minas, que abastece a Usina de Monlevade. As expansões gerarão equivalente elevação da contribuição de impostos para municípios, Estado e União”.

O projeto para expansão das operações da empresa na região também irá beneficiar a economia local, uma vez que deve gerar cerca de 1350 empregos para os moradores locais em 2024, quando estiver tudo completo e em plena operação em Minas Gerais. Assim, a empresa irá associar o desenvolvimento local com o aumento da produtividade. 

ArcelorMittal acredita no desenvolvimento sustentável da mineração no país e espera grandes resultados com o investimento 

O investimento bilionário feito no setor da mineração de Minas Gerais pela companhia foi altamente calculado e é uma decisão estratégica, já que a companhia prevê um grande desenvolvimento do setor na região. A ArcelorMittal está confiante em relação ao aumento da produtividade no estado e quer contribuir para o desenvolvimento de práticas mineradoras mais sustentáveis na região. 

Jefferson De Paula, presidente da ArcelorMittal Brasil e CEO Longos LATAM e Mineração Brasil, comentou acerca da iniciativa e sobre os objetivos da empresa com o investimento realizado no setor da mineração. O executivo ainda destacou que “estamos otimistas com a demanda futura por parte das indústrias que trabalham com o nosso aço. O anúncio dos investimentos reforça a confiança do Grupo ArcelorMittal no futuro do Brasil e queremos continuar contribuindo fortemente, a partir de nossos negócios, para o desenvolvimento econômico e social do país”.

Além disso, durante o pico de obras nos locais, a empresa prevê que cerca de cinco mil pessoas estejam trabalhando em Monlevade e 2,5 mil em Serra Azul, totalizando 7,5 mil trabalhadores, o que irá beneficiar ainda mais o desenvolvimento da região. Com o projeto, a ArcelorMittal dá mais um passo rumo à uma expansão ainda maior no mercado brasileiro.

Relacionados
Mais recentes