Friday, 24 de September de 2021

Governo Federal, em parceria com o BNDES, projeta criar rede de financiamento do setor da mineração

Mineração - Governo – BNDES

Além do Governo Federal e do BNDES, a ação de financiamento do setor da mineração é discutida também com a ANM (Agência Nacional de Mineração)

O Governo Federal, através do Ministério de Minas e Energia, tem projeto para criar uma rede de financiamento do setor da mineração. A criação é discutida em parceria com o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Social), SGM (Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral) e com a ANM (Agência Nacional de Mineração). Veja ainda esta notícia: Mineração brasileira receberá US$ 38,5 bilhões em investimentos e irá gerar mais empregos até 2025

Atração de novos investimentos com o possível programa de financiamento do BNDES

O recém-empossado secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, Pedro Paulo Dias Mesquita, afirmou que um dos principais compromissos de sua gestão na SGM é fazer com que “os investimentos na mineração aconteçam e cresçam”. Mesquita diz reconhecer que a mineração é um vetor de desenvolvimento econômico e social imprescindível para o país, o que justifica apoiá-lo.

Mesquita ressalta que “Eu luto pela mineração desde que entrei para o BNDES, ou seja, desde 2013. Acompanho de perto as agendas do setor, e não apenas com uma visão de financiamento, mas também com a visão de desenvolvimento mais ampla, que incorpora questões de regulação, sustentabilidade cada vez mais permeáveis à situação de qualquer agente, ainda mais de um banco de desenvolvimento econômico e social. Isso nos fez estar muito atentos (no BNDES) a essas questões e a trabalha-las de forma a ampliar o espaço para o crescimento dos investimentos do setor mineral. E não se cresce produção sem crescer investimentos. Estejam certos de que continuo com esta luta”.

Novos projetos do setor da mineração de 2021 até 2025

O objetivo do programa de financiamento do governo federal e do BNDES é auxiliar investidores do setor em novos projetos de mineração. Segundo a Pasta, as estimativas de investimentos no setor mineral brasileiro para o período de 2021 a 2025 são de US$ 38 bilhões.

Segundo o site Poder 360, o setor de mineração passa por um crescimento após o auge da pandemia no país. A arrecadação da União com a CFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais), também conhecida como royalties da mineração, cresceu 110% no 1º semestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020. Os dados são da Amig (Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil) e da ANM (Agência Nacional de Mineração). A arrecadação dos 6 primeiros meses de 2021 chegou a R$ 4,4 bilhões. O valor em 2020 foi de R$ 2,1 bilhões. O 1º semestre de 2021 também superou os 6 meses finais de 2020 em mais de R$ 506 milhões (13%).

Leia ainda esta notícia: Projetos de mineração em desenvolvimento no Brasil demonstram grande potencial de reservas de classe mundial

Mais que a qualidade da pesquisa e exploração mineral brasileiras, o Simexmin 2021 também demonstrou, durante os quatro dias do evento, que a indústria da mineração opera com grande vigor. Depois de alcançar resultados positivos no ano passado, apesar da pandemia de Covid-19, a projeção para o presente exercício é das melhores, o que favorece o desenvolvimento de projetos no país e também no exterior, como foi apresentado no último painel “Desenvolvimento e Expansão de Projetos”.

O geólogo e gerente de Exploração da Appian Capital Brazil, Elton Pereira, destacou que a empresa é um fundo de capital inglês que revisou mais de 2 mil projetos de exploração pelo mundo, investiu em nove e levou seis à produção.

Roberta Santiago
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos