Monday, 23 de May de 2022

Atlantic Nickel inaugura Centro de Triagem de Resíduos em operação de níquel

A Atlantic Nickel inaugurou o seu mais novo Centro de Triagem de Resíduos na sua operação de níquel na Mina Santa Rita, visando dar o descarte adequado aos rejeitos da mineração

A Atlantic Nickel inaugurou o seu mais novo Centro de Triagem de Resíduos na sua operação de níquel na Mina Santa Rita, visando dar o descarte adequado aos rejeitos da mineração

Nesta última terça-feira, (08/02), a gigante do setor da mineração Atlantic Nickel fez a inauguração, na Mina Santa Rita, do seu novo Centro de Triagem de Resíduos. Com isso, a empresa irá conseguir fazer o descarte adequado dos rejeitos produzidos nas atividades de produção e exploração do níquel na região. Garantindo um descarte mais sustentável e com uma operação que cause menos impactos ao meio ambiente no local.

Não perca outras notícias do setor:

Mina Santa Rita recebe Centro de Triagem de Resíduos para garantir descarte adequado dos rejeitos da Atlantic Nickel

A Atlantic Nickel é uma grande companhia do setor da mineração que produz e exporta níquel sulfetado no município baiano de Itagibá, ganhando grande destaque no mercado nos últimos anos. Agora, a companhia anunciou a inauguração do seu novo Centro de Triagem de Resíduos na Mina Santa Rita. A obra foi concluída em cinco meses, com investimentos na ordem de R$ 3 milhões e já poderá começar a ser utilizada para dar o descarte adequado aos rejeitos da produção de níquel na região. 

O Centro de Triagem de Resíduos conta com área total de 1506 m² e tem como objetivo principal receber todo o material resultante dos processos operacionais e administrativos, realizando triagem específica, a fim de garantir que 100% dos resíduos produzidos dentro da Mina Santa Rita. Com isso, a Atlantic Nickel dá mais um passo em busca de um futuro com mais sustentabilidade e compromisso ambiental dentro das operações da mineração, evitando também que o descarte inadequado desses rejeitos possa pôr em risco a segurança da região. 

Além disso, a companhia Atlantic Nickel já dispunha de um Centro de Triagem de Resíduos, cuja operação é transferida agora para o novo espaço de atuação na Mina Santa Maria. A empresa está visando expandir a qualidade das operações para se tornar cada vez mais alinhada à legislação ambiental brasileira e seguir com suas atividades de exploração do níquel de maneira segura e sem problemas judiciais, além de ser um grande avanço para a questão ambiental dentro do segmento. 

Atlantic Nickel comemora inauguração do Centro de Triagem de Resíduos e reafirma compromisso ambiental dentro das atividades com o níquel 

Um dos grandes destaques dentro da construção do Centro de Triagem de Resíduos da Atlantic Nickel é o seu piso especial, com sete camadas de impermeabilização, que garante total proteção do solo, com uso de um material seguro contra contaminações. Com isso, a empresa consegue garantir um descarte dos resíduos mais eficiente no local e sem riscos para a construção. 

Jorge Robbin, gerente de Saúde, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente da Atlantic Nickel, comentou sobre o compromisso ambiental do projeto e destacou que “A finalização desta obra reitera a solidez do compromisso da nossa empresa com as premissas de responsabilidade ambiental e com os princípios que já norteiam a nossa relação com os recursos naturais e com a comunidade a que pertencemos, a partir de uma perspectiva de desenvolvimento sustentável como principal indicador de sucesso do negócio. Desta forma, a empresa consolida uma cultura organizacional forte de consciência ambiental, alinhada com o seu compromisso de promover desenvolvimento socioeconômico sem prejudicar as gerações futuras”.

O novo Centro de Triagem de Resíduos da empresa também conta com um tratamento específico para os resíduos oleosos produzidos nas operações com o níquel e a Atlantic Nickel pretende expandir esse tipo de sistema para as suas atividades da mineração em todo o Brasil, garantindo assim um futuro mais sustentável e responsável dentro desse segmento.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.