Thursday, 28 de October de 2021

O que é o Aluvião – Como este pode ser explorado

O que é o Aluvião - Como este pode ser explorado

Com certeza você já ouviu o termo “Aluvião” sendo garantido por termos como ouro ou diamante de aluvião, porém, o que significa Aluvião, o que é e como é explorado?

Nesse artigo iremos auxiliar você a entender melhor sobre o que se trata esse termo e como é explorado e quais recursos minerais o Aluvião pode oferecer, portanto, continue conosco até o fim deste artigo. Além desses fatores, alguns aspectos importantes também serão abordados, confira!

  • Depósitos de Aluvião: O que é?

Os Depósitos Aluvionares se constituem em uma área onde houve acúmulo de Rochas Clásticas (Fragmentos de outras rochas). Estes depósitos são caracterizados devido aos seus constituintes serem muito retrabalhados, além de mutáveis devido às erosões fluviais. As Rochas Clásticas podem possuir tamanhos granulométricos dentre os principais tipos encontrados são cascalhos, areia ou lama depositados por um sistema fluvial, assim como, rios e cursos d’água, no leito ou margens das drenagens. É possível ainda incluir as planícies de inundação e áreas deltaicas, como depósitos aluvionares. Ambas possuem pequena declividade, esta que proporciona baixa energia cinética ao rio, que são invadidas pela água em períodos de cheia do canal, enquanto as áreas deltaicas são locais onde o rio adentra aos oceanos, mares interiores ou lagos.  

A sua característica pelos retrabalhos, se devem aos momentos de deposição, ou seja, durante os períodos de seca ou locais onde a energia do rio é baixa, o que faz com que ambas as situações e o peso do sedimento supere a força do transporte do rio, se depositando. Quando ocorre a cheia ou mudança do curso do rio, a energia de transporte supera o peso, erodindo o material. As consequências desta ação é a classificação e seleção de sedimentos que irão compor o depósito.

  • Depósitos Aluvionares Mineralizados

Quando o Depósito Aluvionar dispõe de substâncias que possuem utilidade econômica, podemos dizer que o mesmo está mineralizado. Assim, os depósitos aluvionares mineralizados são aqueles que detém materiais que compõem a rocha fonte no processo do transporte fluvial. Se concentrando e então enriquecendo a área de deposição com a substância.

  • Exploração no Aluvião

A extração mineral no Aluvião ocorre a céu aberto, podendo ser executada em modelo de lavra rudimentar ou até mesmo em graus de variabilidade mecânica.

  • Exploração Rudimentar

A Exploração Rudimentar é a modalidade do garimpo manual em que o garimpeiro às margens do rio lava e separa manualmente o material aluvionar com auxílio de pás e bateias. Esse método é conhecido como faiscagem e possui baixo rendimento, aplicado comumente na busca por diamantes e ouro que possuem alto valor econômico.

  • Exploração de forma mecânica

Para fazer a exploração de forma mecanizada é necessária a utilização de um desmonte hidráulico, variados tipos de dragas, escavadeiras e outros mecanismos. O desmonte consiste na exposição do depósito aluvionar com a escavadeira que em sequência será perfurado com a utilização de água projetada produzindo assim uma polpa (Minério estéril + água), que será transportada para uma estação de tratamento onde será lavada e então recuperado o bem mineral, escoando assim resíduos. Tudo isso só é necessário fazer a partir do fluxo da água, devido ao desnível topográfico que deve existir da cava em relação a estação para a aplicação do método.

A utilização das dragas pode ser aplicada diretamente em corpos hídricos com a ajuda de uma embarcação. Essa embarcação geralmente é projetada para ser responsável por executar funções diversas que se aplicam ao fundo do curso d’água. Um exemplo é a

  • Draga Empilhadora: utilizada para cavar e classificar os materiais, seu funcionamento consiste em cavar os sedimentos por uma série de baldes que serão trazidos à superfície, onde serão processados e classificados através da utilização de uma eclusa, esta que é responsável por reter o bem mineral de interesse e descartar o estéril. A mecanização oferece melhor rendimento e também a ampliação de bens minerais exploráveis.
  • Prospecção Aluvionar: Esse método tem como principal objetivo buscar e determinar depósitos economicamente interessantes, esse método se assemelha a atividade garimpeira. Seu procedimento se baseia na lavagem, peneiramento e batimento dos sedimentos acumulados nas margens e leitos dos rios. Esse método tem sido utilizado como ferramenta auxiliar para localizar áreas fontes primárias de mineralização, assim também utilizada como solução de problemas na estratigrafia, petrografia e outras áreas.
  • Tipos de minerais explorados em Aluvião
  • Materiais metálicos:  Molibdenita, Cassiterita e Ouro
  • Minerais Gemológicos: Turmalina, Crisoberilo, Diamante e Topázio
  • Minerais Industriais: Cascalho, Areia e Argilas

Materiais como: Urânio, Carvão, Petróleo, Gás e Água Subterrânea podem também serem encontrados em Aluvião

É importante e também interessante ressaltar que os Depósitos Aluvionares são originados pelas planícies de inundações e também são muito férteis para a utilização na agricultura.

  • Consequências e Viabilidade

A Exploração de Aluviões é uma prática agressiva ao solo e pode causar danos ambientais, principalmente aos corpos hídricos já que a atividade se dá próximo ou sobre eles. Danos aos aquíferos são possíveis. Algum manejo indevido em aluviões, pode causar desastres maiores como por exemplo a alteração da forma do rio, seu curso e leito, bem como também o assoreamento do curso d’água, desmatamento nas margens, aumento da turbidez da água, contaminação da água por elementos químicos utilizados, principalmente o mercúrio muito utilizado no garimpo e a intensificação do processo de erosão nas margens. 

Mesmo com consequências significativas para o meio ambiente os Depósitos Aluvionares é significante em setores para a Indústria Civil, portanto, as preocupações ambientais relacionadas a essa técnica de exploração movimenta os órgãos de proteção ao meio ambiente. O Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM) determina as diretrizes e condições mínimas para a implantação, operação e controle dessas atividades na Norma Reguladora de Mineração, visando assim um controle maior da poluição e preservação do meio ambiente por meio da prevenção e mitigação dos impactos causados pela atividade.

Gostou do nosso artigo? Que tal deixar para nós um feedback com sua opinião nos comentários? Sua opinião é muito importante para nós!

Até mais!

Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.