Thursday, 28 de October de 2021

Como a caracterização de minérios pode impactar uma mineradora

Como a caracterização de minérios pode impactar uma mineradora

O minério é um mineral ou rocha de onde se pode extrair algum metal. O metal vem associado a uma composição química que é formada pelo solo com o tempo, essa associação é dada a óxidos, sulfetos, silicatos e entre outros componentes encontrados no solo.

Desse modo, o processo de caracterização de um minério é de grande importância para entender então qual sua estrutura e se o mesmo possui um valor de mercado. Esse processo torna o beneficiamento mais rentável.

O que é a caracterização de minérios?

A caracterização de minérios consiste em um estudo/pesquisa completo(a) de todas as características mineralógicas, químicas e físicas de um determinado minério. Esse estudo se dá desde a análise de amostras de mão e até mesmo a confecção de lâminas para análise microscópica. Essas lâminas oferecem uma visualização da estrutura do mineral em questão e a partir desse estudo pode traçar as rotas de beneficiamento, facilitando o encontro de melhores reagentes para a concentração desse minério.

As análises de amostras de mão, nos permite afirmar a coloração, indício de metal ou não, se o mineral apresenta cristais ou não e entre outras características que podem nos auxiliar a identificar o mineral presente na amostra coletada.

Quais métodos de caracterização de minério?

A caracterização é utilizada em vários testes, sejam eles manuais ou com outros tipos de equipamentos. Há diversos tipos de testes e cabe a um especialista avaliar qual o melhor teste a utilizar, variando de caso para caso. Os modos de caracterização podem ser divididos em 4 grupos, são eles:

  • Fracionamento da Amostra;
  • Identificação das Fases;
  • Quantificação dos Minerais;
  • Liberação do Mineral

Fracionamento da Amostra

Essa etapa consiste em determinar a granulometria do material, separação magnética e determinação de percentual suscetível à densidade. Tem como objetivo separar as amostras por tamanho ou por suas características mais específicas, assim como a tendência a ser magnético.

  • Identificação das Fases

Nessa etapa é possível obter informações analíticas e estruturais do mineral presente na amostra. Para isso, testes como difração de raio-x, fluorescência de raio-x, microscopia e microscopia de varredura (MEV) são realizados.

  • Quantificação dos Minerais

Nessa etapa o processo principal a ser realizado é a concentração do mineral de interesse para avaliar assim o teor da amostra analisada. Esse processo, aliado ao processo anterior, poderá trazer informações importantes de como trabalhar as rotas do beneficiamento do material. Além desse fator, essa etapa também irá auxiliar a avaliação econômica do material, sendo ele economicamente viável ou não.

  • Liberação do Mineral

Essa etapa é responsável por medir o grau de liberação do mineral de interesse no meio da amostra. Esse grau de liberação se diz respeito a qual relação entre partículas totalmente livres, ou seja, sem ganga junto a partícula. Mede-se também nesta etapa a quantidade de partículas com outras porcentagens de liberação, assim como 50%, 25% e consecutivamente. Essa etapa constrói uma estratégia de concentração e beneficiamento do mineral de interesse econômico, aliado à etapa anterior.

Qual o objetivo de caracterizar os minérios?

A caracterização de minérios se iniciou principalmente devido a uma demanda ambiental para a redução de resíduos e poluentes. Essa preocupação com a natureza fez com que as empresas buscassem entender melhor sobre o que a sua matéria prima é composta. Somente informações geológicas como a estrutura da rocha, comportamento do corpo do minério e outras não eram suficientes para reduzir os custos de um empreendimento mineiro. Percebeu-se ao longo dos anos que utilizar a caracterização poderia ser útil para melhorar assim as rotas de beneficiamento além de informar sobres as propriedades naturais, a caracterização também tem objetivo de informar o que pode ser útil na escolha dos reagentes, gerando assim subprodutos economicamente rentáveis.

Um exemplo de venda de subprodutos é a comercialização do ácido sulfúrico proveniente da concentração de ouro nas minas de ouro sulfetado. A caracterização de minérios e sua aplicação no beneficiamento do mesmo, poderá aumentar a vida útil de uma mina em 5 anos.

Gostou do nosso artigo? Que tal deixar para nós um feedback com sua opinião nos comentários? Sua opinião é muito importante para nós! Até mais!

Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.